Responsabilidade Social e Política VOLTAR
15.09.2014

Gleison Tibau vence Piotr Hallmann por decisão dividida no UFC Brasília

Em combate parelho, brasileiro consegue leve superioridade sobre polonês

Por Combate.comBrasília

Gleison Tibau cumpriu seu papel e venceu Piotr Hallmann por decisão dividida (28-29, 29-28 e 29-28), no coevento principal do UFC Brasília, pelos pesos-leves (até 70kg), no ginásio Nilson Nelson. Esta foi a quarta vitória do brasileiro nas últimas cinco lutas. Na carreira, são 40, com 30 triunfos e 10 derrotas. Recordista do país em lutas no Ultimate, ele pisou no octógono pela 23ª vez. Já o polonês perdeu pela terceira vez na carreira, sendo a segunda no UFC em quatro combates. No cartel, são 15 resultados positivos no total.

Gleison Tibau comemora vitória sobre Piotr Hallmann em Brasilia (Foto: Rodrigo Malinverni)

Tibau partiu para cima com muitos socos logo no início contra Hallmann, que se defendeu como pôde e tentou derrubar o polonês, mas não conseguiu concretizar a queda. Hallmann entrou com um bom chute na linha de cintura, e Tibau tentou responder com um soco rodado, mas passou no vazio. Após o brasileiro tentar uma queda, Hallmann quase caiu, mas Gleison Tibau não conseguiu aproveitar o momento. Com menos de dois minutos para o fim do round, Tibau, enfim, derrubou, mas Piotr Hallmann se levantou rapidamente. Tibau tentou encurralar o polonês contra a grade, mas ele se livrou e o round terminou com pouca ação.

Novamente Tibau começou bem o assalto e conectou bons cruzados em Hallmann, aplicando uma queda na sequência, com o polonês, outra vez, se levantando rápido. O brasileiro seguiu fazendo pressão e em busca da queda, mas o árbitro Mário Yamasaki achou melhor separar os atletas. Os dois trocaram alguns chutes, com Tibau acertando os melhores golpes. Após uma tentativa de joelhada de Hallmann, Tibau clinchou, mas o polonês se desvencilhou. O brasileiro recebeu um duro chute alto. Mais uma vez os lutadores diminuíram o ritmo no fim do assalto.

O brasileiro conseguiu vencer a boa defesa de quedas de Hallmann logo no início do terceiro round, mas o polonês conseguiu se arrastar até a grade e ficou de pé outra vez. Ele encurralou Tibau e acertou uma boa joelhada, que abriu um corte no rosto do rival. Yamasaki interrompeu o combate para os médicos atenderem o brasileiro e, no retorno, Tibau saiu do clinche e aplicou a queda em Hallmann, que, para variar, ficou de pé mais uma vez. Eles disputaram a pegada na grade, e Tibau insistiu na tentativa de queda até o fim do combate.

Fonte: Sport G1